Muitas perguntas... Poucas respostas

Wladimir (cebolinha ou ligeirinho)



Minhas questões existencialistas!


"Questão existencial é uma questão que trata da propria existência do ser humano. Sendo do motivo dela, de sua origem ou de seu destino"
 

SOBRE AS RELIGIÕES!
Cansei de todas as minhas perguntas, porque elas não me trouxeram respostas satisfatórias; me cansaram a mente, enfadaram minha alma, roubaram o sossego do meu espírito humano, quebraram a pureza do meu ser e fizeram de mim um escravo permanente e sem paz dos meus próprios anseios. Quando minha mente começou a questionar o mundo em que vivia, procurando entender o universo que me cerca, começaram a surgir as respostas de todos os lugares possíveis, mas com o tempo surgiam novas questões a partir das mesmas soluções que me eram dadas. Busquei na religião, na filosofia e por último na ciência. Na religião os dogmas me irritavam pois eu desejava e procurava o conhecimento
correto, não podia aceitar o fato sem compreende-lo, nada é por ser como é mais sim por motivos que podem ser explicados, dogmas, no meu entender, é a forma pelo qual o idiota ensina o imbecil. A filosofia que aprendi é a coisa do povo, transmissões orais, pessoa a pessoa, nunca fui dado a leituras de grandes pensadores, até mesmo ler o inferno de Dante foi um grande sacrifício para mim, cheguei até a metade, nem era um livro filosófico, apenas um apanhado de asneiras sem sentido e sem nexo.

SOBRE A CIÊNCIA!
A própria ciência tem se tornado dogmática em alguns assuntos, hoje já existem conceitos na ciência que não podem ser contestados sem que se passe pelo ridículo, e na verdade, todos nós sabemos que o método científico parte da premissa que a verdade ou o fato só existe enquanto pode ser provado por testes e comprovação e que, ao surgir uma nova teoria que melhore explique qualquer fato, anterior pode ser abandonado. A ciência só é ciência pelo fato de que não aceita uma explicação simplória mas sim deve dissecar para poder enxergar todos os segredos a procura do conhecimento. Hoje o que vemos é que alguns setores da física ao buscar explicações para alguns mistérios de nossa existência propõem soluções que mais nos lembram em muito os xamãs e gurus dos tempos antigos. Universos paralelos, multiversos e viagens fantásticas no tempo e no espaço são hoje, - pelo menos para mim -, perguntas ou repostas que não busco mais, prefiro viver no mundo real.

A SIMPLICIDADE!
Hoje não mais me preocupo com céu e inferno, se existe ou não um espaço vazio entre os átomos do meu corpo, são coisas que não poderei ver ou ter certeza. O importante é saber quem sou agora da maneira mais simples possível, sem questões muito complexas a respeito de minha existência neste mundo; se eu ainda sonho com o futuro? - Sim, ainda faço planos para uma vida melhor, penso no meu progresso social e pessoal, afinal acho que devemos pensar no amanhã e se ele não vier é coisa que pode acontecer com qualquer um, pode não, vai acontecer. Mas isto não é mais motivo para que eu busque compreender o que ninguém nunca conseguiu explicar plenamente. É assim que sou agora, é assim que quero ser, é a única maneira de acalmar o meu espírito humano e viver a vida da melhor maneira que me é possível.

Comentários

  1. Querido amigo. Você está começando certo. Conhece-te a ti mesmo. O resto se acrescenta! Dogmas são humanos. A experiência, embora subjetiva, irá te responder todas as questões, a seu tempo. Basta ter mente aberta e elas virão!
    Fica bem . Bic...bic...bic......

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário é importante.

Postagens mais visitadas deste blog

Manual da maquina de ritmos Alesis SR 16

Tábua de transferência

Sete anos usando Macintosh